sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

...

Eu podia pensar que ela já viveu bastante e me conformar. Eu podia entender que ela já não é mais nenhuma criança e está chegando sua hora. Que ela viu cinco netas se casar e conheceu cinco bisnetos. Paparicou todos eles o quanto pode. Criou uma neta além dos 11 filhos, sendo que um deles ela perdeu em um acidente de carro. Perdeu há mais de 20 anos o marido. Viu a irmã falecer da mesma doença que a quer levar agora, mas que ela não sabe que tem. Ela me avisou que não me veria casar e me pediu uma chance a mais de estar ao lado dela. Eu cumpri o prometido. E em dezembro ela estava bem, feliz, com os irmãos, os bisnetos, os filhos e os netos à sua volta. Todos comemorando. Todos felizes. Em um mês, a doença avançou e ela está cada dia pior. Os filhos já se reúnem à sua volta e enquanto ela piora, eu fico esperando a notícia fatal. E choro. E lamento não ter convivdo mais com ela, não ter levado meu vestido de noiva para ela ver, não ter falado mais dos detalhes do casamento e de não ter coragem de ir lá, me despedir.

4 comentários:

Vanessa disse...

Nessas horas qualquer coisa que falamos nada será reconfortante... apenas te digo, apesar de não te conhecer, que ambas merecem uma despedida, por isso tenha coragem e vá... isso talvez aquecerá seu coração e trará um pouco de paz para vocês... Ainda há tempo de ficar por perto dela... E apenas acredite que ela estará te acolhendo onde estiver, porque avó nunca nos abandona...

Fique bem...

.: tin tin :. disse...

isso que sua amiga disse é a mais pura verdade Dri: uma avó nunca nos abandona querida. Eu já não tenho as minhas faz algum tempo e a materna, sempre a encontro nos meus sonhos, pensamentos e decisões. Bjos !!!

Uma biba louca. disse...

Ô, amiga,
Perdi minha vó e meu vô num espaço curto de tempo. Primeiro, só havia o vazio. Hoje há a saudade boa e a certeza de que vivemos tudo exatamente do jeito que era para ser vivido. Sem lamentos por não ter feito isso ou aquilo. Porque há Deus por trás de tudo e há o amor que permanece.

:*****************

Juliana disse...

Dri, to aqui... se precisar de colo, de ânimo ou só de alguém por perto, tá!!!!

beijos,

Ju