terça-feira, 18 de março de 2008

Das coisas que não têm preço
* receber agradecimentos pelo trabalho desenvolvido;
* entender e responder plenamente às necessidades do seu trabalho;
* ver que o seu pensamento não é única em relação a função da notícia;
* perceber-se necessária;
* sentir-se bem ao propor suas inexperientes idéias.

2 comentários:

Tati disse...

Sabe como se chama isso??? Talento. Você nasceu pro que você faz! O universo conspira (dá-lhe Paulo Coelho!)
Te amo
Beijos

Menina com uma flor disse...

Isso se chama amor; amor pela profissão que eu escolhi.
beijos!