sábado, 19 de janeiro de 2008

Eu, a colecionadora

Tenho algumas coleções. A última que adquiri veio com a profissão: credenciais. Não tenho muitas, devem somar umas 10 só, mas adoro tê-las. Já ficaram um tempo exposta no meu mural, mas depois cansei e tirei. Mas de qualquer forma as tenho guardada e não vejo a hora de aumentar essa coleção.
Acho que a mais antiga é a de cartas. Na época do colégio, a troca era intensa. As aulas serviam para escrevermos e os intervalos para as trocarmos. Houve uma época em que o correio também era muito usado: férias e quando as amigas começaram a se mudar para outras cidades. Com uma mantenho correspondência via carta até hoje. Elas rarearam, é bem verdade, e o e-mail até chegou a susbtituí-la por algum tempo, mas caiu por terra. Com umas amigas do colégio, a troca de cartas via correio também chegou a ser bastante usada quando elas foram fazer intercâmbio. Era mais legal e assim os horários não precisavam se coincidir. Os e-mails também eram trocados, mas havia coisas que apenas por carta. Parece que a cobrança é menor, já que o e-mail exige rapidez. Mas, voltando à coleção. Tenho caixas e caixas. De algumas cartas eu já me desfiz. Não sou mais amiga da pessoa e tão pouco voltarei a ser porque a amizade não foi interrompida pela distância propiciada pelo fim do colégio, mas sim pela falta de caráter que essa pessoa tem. Joguei todas fora. Até me esforcei no princípio para selecionar algumas para guardar ou pelo menos ler antes de jogá-las, mas desisti, rasguei-as e joguei fora. Pretendo fazer isso com outras tantas. A questão não é para dizimar a coleção, mas para deixá-la mais preciosa. Só fica as das pessoas que realmente importam ainda hoje. Já comecei a organizar algumas. Separei se uma amiga e coloquei as em um fichário - uma a uma em plásticos, separadamente. Pretendo fazer isso com as outras também e, assim, preservar melhor a coleção.
Aliás, essa coisa de "dizimar" coleção eu já fiz com as micas - aqueles cartões de propaganda que se distribue gratuitamente em bares. Fiquei com os melhores e mais bonitos. Tenho muitos da coleção Johnie Walker e outros com imagens bem bonitas. Uns que não eram muito legais, nem bonitos e nem nada me desfiz e dei pra minha mãe - que coleciona por tabela.
Eu acabei refinando as coleções e deixando-as, assim, ter mais sentido e como conseqüência ficaram ainda mais especiais.

E você, coleciona o quê? Por quê?

5 comentários:

Anônimo disse...

Você não pode julgar o caráter de uma pessoa por erros cometidos no passado. Falar"da falta de caráter que essa pessoa tem"...
Essa pessoa errou. E cresceu. E mudou.
Essa pessoa foi sincera nas cartas que foram rasgadas. Foi sincera nas viagens, nas trocas de confidências, nas dúvidas que a adolescência trazia e que compartilhava contigo.
Essa pessoa mudou de casa, de colégio, sentiu-se confusa, abandonada, afastada, e, assim, acabou cometendo erros que a fizeram se arrepender demais no futuro.
Mas essa pessoa tem caráter.
Tem família, tem casa, emprego, cachorro e namorido.
Essa pessoa tem um coração.
E boas lembranças nele.
Lembranças que podem até ter sido rasgadas mas, ao menos neste coração, nunca serão esquecidas.

Menina com uma flor disse...

Eu posso julgar o caráter dessa pessoa pelas coisas que ela fez, pelo mal que ela causou e principalmente pelo mal a QUEM causou. Portanto é assim, sim, que julgo essa pessoa. Se ela foi sincera nas cartas que escreveu deixou de ser em algum momento e é isso que se sobrepõs sobre tudo que aconteceu.

Anônimo disse...

se vc acredita que erros cometidos dez anos atrás fizeram dessa pessoa, ainda hoje, alguém sem caráter, é uma pena.
mas não há mais nada que possa ser feito, não é...?
se vc acredita q todo este tempo não muda uma pessoa, passe o tempo que for sua opnião não vai mudar.
espero que vc esteja e seja sempre feliz.
um abraço.

Chel disse...

eu coleciono guardanapos Dri ... se vc souber de alguém que coleciona isto tb me avise ! rsrs

coleciono pq gosto de relembrar bons restaurantes e barzinhos que já andei ou de lembrar que alguém lembrou de mim em alguma viagem e me trouxe de lembrança... hehe!

bj

Menina com uma flor disse...

Que diferente Chel. Vou começar a guardar pra você. Quem sabe assim a gente marca de se ver????
Beijos