quinta-feira, 20 de dezembro de 2007

Sobre o ano que acabou

Pra mim, 2007 já acabou, pois meus ciclos iniciam-se e terminam no meu aniversário. Então, agora é a hora de fazer aquele balanço geral.
Outro dia li em um blog sobre a questão numerológica de 2007, que por ser um ano 9 - portanto, de fechamento de ciclo - a gente deveria colher tudo que plantou. A blogueira considerava-se, então, uma semeadora fracassada já que 2007 foi pífio. E eu posso me considerar como tal.
2007 foi muito ruim. Penso que meu ano já veio fechado com as conquistas de 2006 e foi como se não tivesse sobrado mais nada para 2007. Não sei se considero isso bom ou ruim. Bom por 2006 ter sido tão bom assim ou ruim por 2007 não ter sido nada do que prometia depois de um ano tão bom. Mas eu não posso deixar de levar em consideração características minhas que podem ter contribuído com isso: 1) minha pressa em fazer as coisas e resolvê-las e 2) minha péssima habilidade em lidar com conclusões e finais.
Claro que 2007 não foi só coisa ruim. Entre as coisas boas, destaco os amigos que deixaram de fazer parte da minha existência para fazer parte da minha vida, as novas experiências, os novos aprendizados, os cursos que valeram a pena, os livros que me emocionaram, as saídas que foram regulares, os filmes que assisti, etc. Mas no campo profissional foi ruim quando eu considerava que ia ser muito bom e que eu achei que ia ser importante, já que era o meu primeiro de formada. Não deu.
Mas o bom é pensar que 2008 é ano 1, onde eu posso começar muitas coisas e com muito mais pique e com uma visão mais equilibrada de um processo que envolve mais tempo e serenidade porque eu não preciso correr com tudo desesperadamente. Assim, vou poder desfrutar de cada passo da caminhada porque a trilha é nova e essa, como eu ainda não conheço, enfrento com mais vontade e disposição. E lá vamos nós porque eu estou cheia de vontade de começar mais uma vez.

4 comentários:

Paula disse...

Nossa, Didi, acho que meu ano foi igual ao seu. O ano ficou apagado em relação ao tudo que foi 2006. Eu tenho uma teoria de que os anos pares são os melhores. E espero que 2008 seja realmente muito bom para todos nós! Beijos!

Denise disse...

meu ano de 2007 foi estranhíssimo, como se mudassem meu rumo completamente... e que venha 2008! um novo começo...

Menina com uma flor disse...

Paula e Denise, é quase um alívio saber que não foi só comigo. Assim, não acho que é pessoal. Risos.
Então, que venha 2008 cheio de coisas boas para nós.
Beijos nas duas e boas festas

Lu Taddeo disse...

E vamo que vamo!!!